Reunião Conversando com a Diretoria – 04/07/2019

Nesta Quinta-Feira, dia 04/07/2019, o Presidente da AGEA, Sergio Atair dos Santos cumprimentou e agradeceu pela presença de todos em mais uma reunião. Comunicou que o Antoci Neto de Almeida, Vice-Presidente, está trazendo diversas novidades para este encontro.

Passou a palavra ao Antoci Neto de Almeida.

Antoci cumprimentou a todos e agradeceu a presença em mais uma tradicional reunião de quinta-feira na AGEA. Comunicou que a AGEA em parceria com a AGECEF está com uma campanha do agasalho. Estamos arrecadando agasalhos para adultos e crianças, em especial para as crianças da Ilha da Pintada que estão além de falta de agasalhos, andam descalças neste período de frio intenso. Contamos com a união de todos para fazer as doações. Aproveitou o momento para falar sobre a Pequena Casa da Criança, que entrou em contato com a Associação, comunicando sobre a realização do 63º JANTAR BENEFICENTE DA PEQUENA CASA, que acontecerá no dia 15/08/2019, às 20h, na Sociedade Germânia, Salão Bavária, o Traje é Social e o valor do convite é R$ 150,00 com bebidas inclusas e estacionamento gratuito no local. O Jantar será aos cuidados do Chef Lúcio Gastronomia e contará com a presença da “ORQUESTRA PEQUENA CASA DA CRIANÇA”. Confirmação do jantar até 20/07/2019. Antoci comentou que na CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, à indicação dos jovens para sua primeira experiência profissional era através da Pequena Casa, explanou os dados sobre os inúmeros atendimentos que a entidade proporciona para crianças e adolescentes.

O Pedro Antonio Sulzbach, Gerente Estadual da Cooperforte, nesta ocasião veio comunicar o desligamento de alguns funcionários da Cooperativa, os quais foram também responsáveis pela aproximação da AGEA à Cooperforte. Colocou que alguns desligamentos ocorreram em virtude de um alinhamento no quadro de funcionários e de evolução tecnológica. Citou uma mensagem de carinho deixada por uma das colaboradoras aos clientes da Cooperativa.

Antoci agradeceu ao Pedro pelo esclarecimento aos associados e trouxe algumas notícias que estão transitando nesta semana nos meios de comunicação voltados para a categoria.

01/07/2019 - Página do FACEBOOK – Controle e Resultado - Com o encerramento do 1º semestre, a cotação da ação da VALE alcançou o maior patamar do ano, considerando o critério de preço da cotação de fechamento mensal, chegando a R$ 51,82 nesta última sexta-feira, 28/06. Com isso, o principal efeito causador do déficit trimestral apurado no 1o. Trimestre/2019, conforme anunciado pela FUNCEF no último dia 18/06/2019, vai sendo paulatinamente neutralizado, reafirmando assim as estimativas originais de resultado superavitário, para o ano de 2019.

(VEJA A NOTÍCIA NA ÍNTEGRA) https://www.facebook.com/controleresultado/?hc_ref=ARTUsFjqiAU9H-nHvfeDYYqHn5jQ4tVbrGmUwe6t2yqwFkAZfNpewUvSl82Xk1F0LE&__xts__[0]=68.ARB3_sOSiZ5SK5YmjlsZ31cCNXIlaCr8WpQu3nCC8HSDW_EDeI2ZfIt14ZxH7NimTKc7MuJ3gD7KmNxAbfFaJw_qM65HwqHwGZnCuSlhoeRzfI7Jgv5JLWvpSU3hUpfpFruzvQEXGpAyWePRvw46s2KBZ9N3pAyBG0bLQ7wSCbCWl4Hwo8Mmzd_nUB4Q4qN_TQ4JSO_KK_01PDosaAUR0LxksGNhLLmAHCPdqaY9gA_mMy_0Y9-I5eVbaxyDAxMsFKji-ZnRjEw&__tn__=kC-R

Site Petros - Discrepantes

28/06/2019 - Funcef recebe R$ 10,9 milhões da J&F, referente á acordo de leniência - A Funcef recebeu, no dia 30 de maio, R$ 10,9 milhões referente à quarta parcela semestral do acordo de leniência assinado entre o Ministério Público Federal e o grupo J&F. Segundo a fundação, desde a assinatura do acordo em 2017 a fundação já recebeu mais de R$ 38 milhões.

(VEJA A NOTÍCIA NA ÍNTEGRA)  https://www.discrepantes.com.br/2019/06/28/funcef-recebe-r-109-milhoes-da-jf-referente-a-acordo-de-leniencia/

01/07/2019 - Governança e gestão em fundos de pensão: as melhores práticas a serem implantadas - O regime de previdência complementar no Brasil é importante fator de proteção social e de geração de poupança interna de longo prazo. A legislação brasileira estabelece princípios, regras e práticas de governança, gestão de riscos e controles internos a serem observados pelas entidades fechadas de previdência complementar – EFPC, também denominadas fundos de pensão. Este texto tem o propósito de levar à reflexão acerca do referencial de boas práticas em governança e gestão, bem como sobre o que as entidades já fizeram e quais os desafios que ainda deverão ser superados. Tudo isso visando o constante aperfeiçoamento no cumprimento de sua missão de garantir renda e proteção aos seus participantes, com eficiência, rentabilidade e segurança.


(VEJA A NOTÍCIA NA ÍNTEGRA) https://www.discrepantes.com.br/2019/07/01/governanca-e-gestao-em-fundos-de-pensao-as-melhores-praticas-a-serem-implantadas/


04/07/2019 - Contribuições extraordinárias à Funcef são isentas de IR, diz juiz - As contribuições extraordinárias pagas à Funcef, o fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal, não configuram acréscimo patrimonial e, por isso, devem ficar de fora da base de cálculo do Imposto de Renda dos contribuintes. Assim entendeu o juiz Márcio Barbosa Maia, da 26ª Vara do Juizado Especial Federal do Distrito Federal, em uma ação movida por uma participante do fundo contra a União. Ela alegou que, neste caso, não havia relação jurídico-tributária. O magistrado declarou a impossibilidade de inclusão das contribuições na base de cálculo do IR e condenou a União a restituir o imposto pago sobre as contribuições pela autora do processo. "A quantia paga à Funcef a título de contribuição extraordinária instituída em razão de déficit do plano não configura acréscimo patrimonial, de modo que os contribuintes possuem direito à dedução do valor correlato da base de cálculo do imposto de renda", afirmou.
(VEJA A NOTÍCIA NA ÍNTEGRA) https://www.discrepantes.com.br/2019/07/04/contribuicoes-extraordinarias-a-funcef-sao-isentas-de-ir-diz-juiz/


Comunicação Social da FUNCEF

01/07/2019 - Ações ajuizadas pelo MPF podem render R$ 2,5 bilhões à FUNCEF - Cinco ações de improbidade administrativa com pedido de reparação ajuizadas pelo Ministério Público Federal junto à Justiça Federal poderão, se acatadas pelo Judiciário, resultar no ressarcimento de R$ 2,5 bilhões aos cofres da FUNCEF. Os dados que subsidiaram as ações são resultado do trabalho conjunto das Comissões Técnicas de Apuração (CTAs) e da Gerência Jurídica da FUNCEF na parceria com o MPF, de quem a Fundação é a assistente de acusação. Nesta condição, a FUNCEF auxiliou o órgão na investigação e no fornecimento de documentos para embasar os processos. 

(VEJA A NOTÍCIA NA ÍNTEGRA)  https://www.funcef.com.br/noticias/acoes-ajuizadas-pelo-mpf-podem-render-r-2-5-bilhoes-a-funcef.htm

Antoci comentou sobre o recebimento do Informativo da APEA, de São Paulo, onde consta na capa a informação sobre a reeleição da Presidente Maria Lucia Dejavite. Na APEA também estão fazendo um trabalho de captação de novos associados, onde no primeiro trimestre já somou o nª de 589 novos sócios. Em relação a AGEA, a campanha nas viagens as regionais, contou com 40 novos sócios neste último mês.

NOTÍCIA FENAE

02/07/2019 - Projeto que suspende efeitos da CGPAR 23 pode ser votado amanhã - A reunião está marcada para às 10 horas, no Plenário 1 da Câmara dos Deputados. Foi incluído na pauta da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 956/2018 da Deputada Érika Kokay (PT) que tem por objetivo suspender, na sua integralidade, os efeitos da Resolução nº 23 da CGPAR. Já existe manifestação pela aprovação, proferida pelo do relator do projeto, deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), com voto pela aprovação da proposta. A reunião está marcada para a próxima quarta-feira (03), às 10 horas, no Plenário 1 da Câmara dos Deputados.

(VEJA A NOTÍCIA NA ÍNTEGRA) https://www.fenae.org.br/portal/fenae-portal/noticias/projeto-que-suspende-efeitos-da-cgpar-23-pode-ser-votado-amanha.htm

O associado Pedro Marchiori colocou suas preocupações com as entidades que amparam os aposentados.

Jesus de Moura Estery agradeceu a AGEA pela oportunidade semanal, pelo espaço oferecido aos associados para manifestar os seus anseios. Comentou sobre as dificuldades enfrentadas diariamente, reforma da previdência, custo de vida, inflação, imposto de renda, remédios, etc. Falou sobre o quadro político que se encontra afastado da população.

 

Às 16h, o Vice-Presidente, Antoci Neto de Almeida encerrou mais uma reunião de Quinta-Feira.